quinta-feira, novembro 30, 2006

Sonífera ilha


Entre os grupos de rock que proliferavam no início dos anos oitenta, chamava a atenção a banda Titãs, ex-Titãs do Iê-Iê. Muitas vezes convidada a participar de programas de televisão, o conjunto apresentava um repertório anárquico, de títulos assustadores — “Bichos Escrotos”, “Lilian, a Suja”, “Querem Meu Sangue”, “Sonífera Ilha” —, na maioria constituído de músicas de seus integrantes.

Fixados como um octeto, os Titãs estreariam em disco em 1984, num elepê cuja faixa de abertura era a citada “Sonífera Ilha”. Um besteirol dançante, muito animado (“Não posso mais viver assim ao teu ladinho / por isso colo o meu ouvido num radinho / de pilha / pra te sintonizar / sozinha numa ilha...”), “Sonífera Ilha” caiu no gosto da garotada, a começar pela de São Paulo, cidade de origem da banda, tendo sua popularidade muito aumentada quando foi relançada num compacto simples.

A glória maior dos Titãs, porém, só chegaria dois anos depois com o álbum Cabeça dinossauro, considerado pelos especialistas uma obra-prima do rock brasileiro (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Sonífera Ilha (1984) - Branco Mello, Marcelo Fromer, Tony Bellotto, Carlos Barmack e Ciro Pessoa - Intérprete: Titãs

LP Titãs / Título da música: Sonífera Ilha / Branco Mello (Compositor) / Marcelo Fromer (Compositor) / Tony Bellotto (Compositor) / Carlos Barmack (Compositor)/ Ciro Pessoa (Compositor) / Titãs (Intérprete) / Gravadora: WEA / Ano: 1984 / Nº Álbum: br 28.100 / Lado A / Faixa 1 / Gênero musical: Rock.


Introdução: (Am) 

          Am  
Não posso mais viver assim ao ladinho  
         Dm                               Am  
Por isso colo meu ouvido no radinho de pilha  
           G        F           E  
Pra te sintonizar sozinha, numa ilha  
          Am                   Dm  
Sonífera ilha / Descansa meus olhos  
               E                 Am  
Sossega minha boca / Me enche de luz  
     Am                   Dm  
Sonífera ilha / Descansa meus olhos  
               E7                 Am  
Sossega minha boca / Me enche de luz
   
Interlúdio:  (Am) 

          Am  
Não posso mais viver assim do seu ladinho  
         Dm                               Am  
Por isso colo meu ouvido no radinho de pilha  
           G        F           E7  
Pra te sintonizar sozinha, numa ilha  
          Am                   Dm  
Sonífera ilha / Descansa meus olhos  
               E7                 Am  
Sossega minha boca / Me enche de luz  
     Am                   Dm  
Sonífera ilha / Descansa meus olhos  
               E7                 A7  
Sossega minha boca / Me enche de luz  
          Dm   G                C9  
Sonífera ilha / Descansa meus olhos  
                E                 A7  
Sossega minha boca / Me enche de luz  
Dm   G                C9  
Sonífera ilha / Descansa meus olhos  
F               E                  
Sossega minha boca