sábado, fevereiro 05, 2011

Jongo Trio

Jongo Trio - Conjunto vocal e instrumental formado em São Paulo, SP, em 1965, integrado inicialmente por Toninho (Antônio Pinheiro Filho, São Paulo), percussão; Sabá (Sebastião Oliveira da Paz, Belém PA 1926—), contrabaixo; e Cido (Aparecido Bianchi, Ribeirão Preto SP 1935—), piano.

O grupo começou a aparecer na época dos shows do Teatro Paramount, de São Paulo, a partir do Fino da Bossa, gravando logo em seguida o LP Dois na bossa, acompanhando Elis Regina e Jair Rodrigues, pela Philips.

Ainda em 1965 lançou seu primeiro disco, Jongo Trio, pela Farroupilha, com Feitinha pro poeta (Baden Powell e Lula Freire), Terra de ninguém (Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle) e O menino das laranjas (Theo de Barros).

Entre 1966 e 1967, o conjunto dissolveu-se: Toninho e Sabá foram para o Som-3, conjunto liderado por César Mariano, enquanto Cido se tornava diretor musical dos shows da Rhodia e depois arranjador de jingles.

Novamente formado em 1970 — agora como Jongo Trio e Companhia, integrado por Toninho, Claiber (Humberto Claiber, São Paulo 1937—), contrabaixista e ex-integrante do Sambalanço, e Paulo Roberto, pianista — gravou pela Ebrau o LP Jongo, com Garota do Pasquim (Nonato Buzar e Carlos Imperial), Menina (Paulinho Nogueira) e Azul da cor do mar (Tim Maia).

Dois anos depois saiu pela Copacabana o LP Jongo Trio, com Morena Boca de Ouro (Ary Barroso) e Sandália de prata (César Roldão Vieira).

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e PubliFolha - 2a. Edição - São Paulo 1998.