sexta-feira, dezembro 24, 2010

Esportes radicais

Engenheiros do Hawaii

Tom: E
  
Introdução: (A E B) 2x
        E                B
Riff-1: e|------------------------------------
        B|------------------------------------
        G|----1h2p1---1-2-2>4~----------------
        D|----------2-------------------------
        A|------------------------------------
        E|------------------------------------
           E                    B
Riff-2: e|----17-16---------------------------
        B|----------17------------------------
        G|-------------18-16----16~-----------
        D|-------------------19---------------
        A|------------------------------------
        E|------------------------------------
           E           B
Riff-3: e|-----7---7---7----------------------
        B|-------0---0------------------------
        G|------------------------------------
        D|-->9--------------------------------
        A|------------------------------------
        E|------------------------------------
           E     B
Riff-4: e|----12>14---------------------------
        B|------------------------------------
        G|------------------------------------
        D|------------------------------------
        A|------------------------------------
        E|------------------------------------
B           A     F#m          E     Riff-1
 preso no trânsito de astros imóveis
B        A     F#m          E
 faço as contas na ponta do lápis
       C#m    B
e nada faz sentido
(B A F#m E)
adrenalina é uma menina dormindo
dançando em silêncio imaginando um reggae
cansei de alimentar os motores
agora quero freios e airbag
          C#m    B
pois nada faz sentido
(B A F#m E)                                     Riff-2
se capricórnio fosse câncer, se Califórnia fosse França
(B A F#m E)                                     Riff-3
a rampa que lança o skate ao céu seria nosso chão
(B A F#m E)       Riff-4
180, 360, 540 graus,
(B A F#m E)
girando, esquentando só pra ver até quando o motor aguenta o caos
          C#m   B               C#m    B
não vou ficar parado, não vou passar batido
        A      E                    B
se nada faz sentido, há muito que fazer
          C#m   B               C#m    B
não vou ficar parado, não vou passar batido
        A      E                    B
se nada faz sentido, há muito que fazer
     A                          E
não há alternativa, é a única opção
    A                                        E
unir otimismo da vontade e o pessimismo da razão
       A                                      E
contra toda expectativa, contra qualquer previsão
      F#m                     A           E
há um ponto de partida, há um ponto de união:
   F#m                  A              E
sentir com inteligência, pensar com emoção
Solo 1: (C#m B) 2x  A E B

        C#m     B               C#m    B
não vou ficar parado, não vou passar batido
        A      E                    B
se nada faz sentido, há muito que fazer
        A      E                    B
se nada faz sentido, há muito que fazer
        A      E       B
se nada faz sentido...
Solo 2