domingo, novembro 12, 2006

Óculos

A cidade de Brasília foi berço de vários grupos de rock como o Legião Urbana, o Capital Inicial e outros que não sobreviveram. Foi lá também que teve origem a célula geradora do Paralamas do Sucesso, já que o guitarrista/vocalista/compositor Herbert Viana e o baixista Bi Ribeiro frequentavam as mesmas rodas de roqueiros da capital.

Mas o Paralamas só viria a se concretizar quando os dois se mudaram com as famílias para o Rio e convidaram João Barone para assumir o posto de baterista no lugar de Vital Dias. Depois de gravarem uma fita doméstica, que foi bastante tocada na Rádio Fluminense, eles seriam contratados pela EMI-Odeon, na qual lançaram um compacto com a música “Vital e Sua Moto”, de relativo sucesso nas FMs do Rio e São Paulo, e em seguida o primeiro elepê, Cinema mudo.

Mas foi o segundo, O passo do Lui, com o grande sucesso “Óculos”, que consolidou a carreira do grupo. Seriam assim uma aposta na canção (“Por que você não olha pra mim? / ô ô / me diz o que é que eu tenho de mal / ô ô / por que você não olha pra mim / por trás dessas lentes tem um cara legal...”) as fotos de Bi Ribeiro, na contracapa, e de Herbert, no encarte, ambos de óculos.

Carregando pesado o surdo da bateria, o hit do Paralamas seria relançado num inusitado compacto, que trazia também “Óculos” no lado 2, numa versão classificada de instrumental, mas que não passava do pia y-back puro e simples da gravação, apenas com os “ô ôs” cantados (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Óculos (1984) - Herbert Viana - Paralamas do Sucesso
Tom: E  

(intro) ( E A B )
        ( C#m A )

E                A
Se as meninas do Leblon
          B
Não olham mais pra mim
(Eu uso óculos)
E
  E volta e meia
           A                 B
Eu entro com meu carro pela contramão
(Eu to sem óculos)
E
  Se eu to alegre
            A             B
Eu ponho os óculos e vejo tudo bem
E                                A
  Mas se eu to triste eu tiro os óculos
       B4
Eu não vejo ninguém

C#m    G#m         A              C#m
   Porque você não olha pra mim? Ô ô
   G#m                A              C#m
Me diz o que é que eu tenho de mal ô ô
   G#m          A
Porque você não olha pra mim
    B4                                  (E A B)
Por trás dessa lente tem um cara legal
Oi Oi Oi

E             A                  B
  Eu decidir dizer que eu nunca fui o tal
E           A
  Era mais fácil se eu tentasse
                      B
fazer charme de intelectual
E
  Se eu te disser
         A             B
Periga você não acreditar em mim
E                 A
  Eu não nasci de óculos
        B
Eu não era assim

C#m    G#m         A               C#m
   Porque você não olha pra mim? Ô ô
   G#m                A              C#m
Me diz o que e que eu tenho de mal ô ô
   G#m          A
Porque você não olha pra mim?
    B4
Por trás dessa lente tem um cara legal
C#m    G#m          A               C#m
   Por que você não olha pra mim? Ô ô

C#m    G#m          A                C#m
   Por que você diz sempre que não Ô ô
C#m    G#m
   Por que você não olha pra mim
    B4
Por trás dessa lente também bate um coração

Nenhum comentário:

Postar um comentário